segunda-feira, 28 de outubro de 2013

OS DISPARATES DENTRO DA IGREJA - David Botelho



David Botelho

O que temos visto é que parte da igreja evangélica brasileira encontra-se enfronhada nas mais incongruentes distorções teológicas. Se olharmos para o que tem acontecido em nosso meio veremos os mais diversos, surpreendentes e tremendos problemas que listamos a seguir. 

Tudo o que vemos é devido à falta de conhecimento cultural e sociológico, e da prática do livro sagrado, pois a bíblia nos diz para sermos praticantes e não apenas ouvintes. Isto quer dizer que devemos conhecer o entorno social e saber atuar sobre ele, pois temos todas as respostas para este mundo tenebroso, que é o Senhor Jesus Cristo. Esse fato é baseado na realidade triste da falta desse conhecimento, mostrada pela maioria dos pastores, que são os líderes que deveriam conduzir as ovelhas a pastos verdejantes. 

Onde perdemos nossas bíblias? Antes líamos mais a Palavra de Deus, carregávamo-la sempre conosco e com frequência a consultávamos para tomar as decisões que afetavam o nosso cotidiano. O culto doméstico em sua maioria também foi esquecido, devido às múltiplas atividades, e a bíblia tinha uma presença importante. Hoje, novelas diabólicas, reality shows, jogos, lazer e filmes têm tomado o lugar do culto doméstico. O resultado de perder a bíblia tem afetado o crescimento do cristão.
Pequenas Igrejas Grandes Negócios

Queremos compartilhar um deles que está em nosso livro, no prelo, Os inconformados, onde estão eles no século XXI. 

Um amigo, empresário bem sucedido nos negócios e pastor nos contou em 2008, com grande admiração, que um "apóstolo" de uma igreja neopentecostal, atuante na mídia, compartilhou numa reunião de pastores, em uma próspera e grande cidade no interior do estado de São Paulo, o exemplo dele. 

A mega igreja contava, na época, com 1.200 igrejas afiliadas ao ministério e que usam o nome "fantasia" da igreja sede. A realidade é que cada uma delas contribui com 10% do bruto para a igreja "mãe". Ele justifica que este custo destina-se na promoção do nome fantasia nos programas radiofônicos e televisivos que visa promover a franqueada para atrair os clientes.

Vindo da área de marketing, ele aprecia usar os termos comuns da profissão e menciona o termo que este é o método de "franquias". Ele também afirma que esse é melhor método de sucesso, por ser o menor valor de contribuição para a sede no mercado e além de que cada afiliada tem governo próprio, portanto autonomia para gerir os recursos e administração. Além de que as afiliadas são autônomas ou tem a liderança local enquanto que as demais não tem nenhuma autonomia de liderança, pois tudo é dirigido pelo presidente da sede e é similar a hierarquia romana. 

Ele ainda afirma que os demais valores cobrados, em percentagem, pelas pentecostais são absurdos. A realidade das igrejas pentecostais é que cada congregação deve contribuir com 50% a 100% das entradas para a igreja mãe. 

Alguns devem até pensar em questionar os autores como é que se pode sobreviver uma igreja ou congregação que contribui com 100% dos dízimos para a sede se ela precisa de manutenção ou ampliação? Para estes casos existe a oferta alçada, ou segunda oferta e em alguns casos até terceira oferta é retirada, específica para tal projeto. 

Outros casos mais criativos das igrejas pentecostais são os de fazerem rifas para alguns projetos de construção, compra de aparelhagem de som, sistema de ar condicionado ou um terreno para estacionamento. Este método de rifas está se popularizando em muitas dessas igrejas, pois todo ou a maioria dos dízimos vão para a igreja sede. 

Este tal líder também compartilhou outro método inédito de que orientava a cada pastor afiliado a "investir ou semear" no ministério particular deste famoso líder apóstolo a contribuição de R$ 120,00 mensais, portanto tinha um "extrinha" mensal de R$ 144.000,00 para alguns gastos pessoais. 

Quanto será o tal "extrinha" nos dias de hoje?. Será que os membros dessa tal "neo" igreja não conseguem ver tal exploração a que são submetidos e que claramente visa encher os bolsos do tal apóstolo? O mais impressionante é que alguns membros dessa tal igreja chegam ao absurdo de tatuar em seus corpos os nomes e as fotos de seus líderes. 

Este extra perfazia, na época, um total de R$ 1.728.000,00 ao ano e alguns líderes neo pentecostais até admiram da sagacidade deste líder influente e querem imitá-lo, e até propagam o tal exemplo como algo estratégico e inovador. 

Entendemos que realmente seja estratégico, mas para enriquecer o tal lobo voraz, pois o ministério apostólico tem outra finalidade e o definimos mais claramente em outra parte do livro e que não é um cargo hierárquico. Temos enfatizado neste livro e esperamos que este alerta sirva para nascer um movimento nacional da igreja séria com bons obreiros, pois muitos membros dessas igrejas não tem nenhuma ideia dessa realidade e são omissos e ou estão nessas igrejas por conveniência. 

Esse é um valor além do salário que tal apóstolo recebe da mega igreja que "pastoreia" ou, melhor dizendo "lobeia" (de lobo), criando um novo verbo para definir a atuação do tal líder. 

Quanta injustiça diante de nossos olhos, visto que temos uma tarefa gigantesca e que exige muito de cada de um nós. Temos tanto a fazer e que precisa de muito recurso econômico e sacrifício de poucos para alcançar quase 150 tribos indígenas no Brasil que não possuem nenhum obreiro evangélico. Além de que temos um grande desafio global que são os 6.400 povos não alcançados da terra, e ainda temos cerca de duas mil línguas que nada possuem traduzido da bíblia.

É devido a isso que cremos que o Senhor nos levou a escrever este livro que servirá de alerta e conscientização aos crentes verdadeiros que estão sendo explorados nessas igrejas que têm líderes exploradores, egoístas e aproveitadores da ignorância de seus liderados.

sábado, 19 de outubro de 2013

Um livro de peças de teatro evangélico grátis: Teatro Missionário – Peças teatrais e jograis sobre Missões e Evangelização para igrejas evangélicas


Em sua igreja costuma-se encenar peças ou jograis? Você costuma organizar/participar das mesmas? Pois agora poderá contar com um valioso recurso: o livro gratuito Teatro Missionário – Peças teatrais e jograis sobre Missões e Evangelização para igrejas evangélicas.

Com o objetivo de despertar e informar a Igreja sobre a urgência e necessidade de evangelizar e fazer missões, o livro é uma antologia que reúne mais de 50  textos de diversos autores, em de 246 páginas.

Organizado pelos escritores e promotores missionários Sammis Reachers (blog VeredasMissionárias) e Vilma Aparecida de Oliveira Pires (blog Celeiro Missionário), a antologia teatral está disponível tanto para você baixar quanto para ler online. Baixe e compartilhe com seus irmãos e igrejas conhecidas!

Para baixar o livro no site 4Shared (em formato PDF), CLIQUE AQUI.

Para baixar o livro no site 4Shared (em formato Word), CLIQUE AQUI.

Para leitura online ou download pelo site Scribd, CLIQUE AQUI.

*Caso tenha dificuldades em fazer o download, por favor, solicite-me o envio por e-mail: sammisreachers@ig.com.br

**Você pode e deve redistribuir (sempre gratuitamente) este livro entre seus amigos e contatos, bem como reproduzir este post/livro em seu site, blog ou outra mídia, sem necessidade de prévia autorização. Ajude-nos na divulgação!

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Resultado da Promoção do livro Vou Desistir... Não Aguento Mais

A promoção do livro Vou Desistir... Não Aguento Mais, de Wallace Sousa, chega hoje ao fim do prazo, e temos já a ganhadora: Vilma Pires.
Infelizmente não houve maior participação dos leitores. Isso nos desmotiva a realizar novas promoções, pois sem a sua interatividade, querido leitor, não há como mantermos este tipo de iniciativa.

Vilma, parabéns, e em breve o livro estará chegando em sua casa.

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

'Vou Desistir... Não Aguento Mais!' Concorra a um exemplar do livro de Wallace Sousa


Quantas vezes você já pensou em desistir? Desistir de seus sonhos, das metas um dia traçadas, de sua própria caminhada?
Wallace Sousa é um homem que já teve todos os motivos para desistir. Mas em algum momento ele escolheu acreditar. Combater. Perseverar.
Neste livro, ele reúne uma seleção dos melhores textos motivacionais publicados no blog Desafiando Limites. Wallace, com sua forma despojada e amigável de narrar, convida-nos a caminhar com ele através dos problemas e reveses da vida de todos nós. E mostra o caminho para a vitória, que passa fundamentalmente por uma entrega e uma confiança radical em Cristo Jesus.
Um livro que irá lhe insuflar um novo fôlego, e lhe ajudará a vencer seus limites, quebrar suas barreiras.

Ficha Técnica:
Autor: Wallace Sousa
Editora: Fonte Editorial, SP - Setembro/2013
Páginas: 200
Classificação: Vida cristã, motivação, espiritualidade.


Valor do livro: 25,00 + 3,00 de frete. Total= 28,00
Modo de aquisição: direto com o autor em: desafiandolimites@gmail.com

*   *   *

PROMOÇÃO: Vamos sortear um exemplar do livro para os leitores do Arsenal do Crente. Para concorrer, deixe um comentário ou breve testemunho sobre alguma vitória que você obteve, lutando contra qualquer adversidade. Um testemunho sobre um momento de perseverança, de fé em Deus e em você, e de ação baseada nesta fé. No dia 14 de outubro escolheremos o melhor comentário, cujo autor receberá um exemplar do livro em sua casa. 
Não perca tempo, e boa sorte!



sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Uma rede contra a dependência química

As estatísticas sobre o uso de drogas são cada vez mais alarmantes, desde a idade que se inicia o consumo até o reflexo que isto gera na população. A dependência química é considerada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma doença multifatorial, orgânica, incurável, progressiva e fatal. E, neste cenário, não se encontra apenas o dependente, mas sua família, amigos e, em consequência, toda a sociedade.
A Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), desde sua fundação, se dedica a levar a palavra de Deus como instrumento de transformação social e integral do ser humano. Ao longo dos anos, temos constatado que a disseminação da Bíblia tem ajudado muitas pessoas que sofrem com a dependência química e com as demais questões ligadas e geradas por este problema que afeta a humanidade.
Em 2006, a SBB passou por um período de reestruturação dos projetos sociais e percebeu que cerca de 60% das organizações que solicitavam a doação de materiais bíblicos eram comunidades terapêuticas. A partir deste momento, tivemos um direcionamento específico para a questão da dependência química. Com o levantamento, constatamos também que grande parte dessas organizações eram geridas por pessoas que tiveram experiência de vida com a dependência química e, após estarem libertas, tinham como missão ajudar outras pessoas que passavam pelo mesmo problema. E muitas organizações, em sua composição, não tinham as condições mínimas de estrutura para funcionamento, e pouco ou quase nenhum recurso financeiro para se manter. No entanto, traziam muito amor e dedicação em suas ações.
Deparamo-nos, então, com dois grandes desafios: o primeiro era o de disseminar a importância da utilização da Bíblia no processo de recuperação e tratamento da dependência química; e o segundo, de contribuir de alguma forma para que as comunidades terapêuticas tivessem o mínimo de informação e conhecimento para se manterem na legalidade e ampliassem o conhecimento sobre a dependência química e formas de tratamentos. Formamos assim, em 2007, a Comunidades Terapêuticas em Rede (COMTER), que tem como objetivo geral o de “contribuir na qualidade do desenvolvimento das atividades de Comunidades Terapêuticas e organizações sociais, que trabalham no processo de prevenção e tratamento da dependência química. Promovendo informações, trocas de experiências e facilitando o estudo da bíblia entre o público envolvido nesta temática”.
A rede foi formada com a participação de dirigentes de comunidades terapêuticas e de representantes de conselhos municipais de políticas sobre drogas, e permanece ativa até hoje. Não foi uma tarefa fácil e ainda temos vários desafios para se trabalhar em rede. Tivemos – e temos, a cada dia – de nos despir de nossos mitos, conceitos, metodologias e opiniões para, juntos, trabalharmos para um único propósito, o de resgatar vidas. Nessa caminhada, tivemos itens importantes na consolidação da rede. O de contar com a participação de um grupo gestor comprometido, que não mede esforços para trazer elementos que venham ao encontro da necessidade das comunidades terapêuticas; a participação de dirigentes dessas entidades que têm a visão de que, se trabalharmos juntos, teremos mais força; uma rede de profissionais voluntários que nos assiste dando palestras e orientações sobre a dependência química; e a Bíblia Despertar, baseada nos 12 passos dos alcoólicos anônimos, um forte instrumento que traz em seu conteúdo conceitos fundamentais para a recuperação.
Nos últimos cinco anos, a SBB beneficiou com materiais bíblicos cerca de 400 comunidades terapêuticas no Brasil, promoveu 17 seminários e realizou 20 grupos de estudos com temas diversos, de interesse dessas entidades. Ainda há muito para ser feito, ainda há muitas pessoas que morrem vítimas dessa doença, ainda há famílias desesperadas que esperam a recuperação. E trabalhar em rede é um grande desafio, mas temos a certeza de que toda e qualquer ação que promova a recuperação de vidas é válida. A recuperação é difícil, um verdadeiro milagre, que nem sempre vem na hora que imaginamos e, infelizmente, muitos morrem sem alcançá-la. E talvez por isso seja comum nos perguntarem se vale a pena investir nisso. Logo corremos para a Bíblia, que nos dá a certeza de que há esperança para a recuperação. “Para uma árvore há esperança; se for cortada, brota de novo e torna a viver. Mesmo que suas raízes envelheçam, e o seu toco morra na terra, basta um pouco de água, e ela brota, soltando galhos como uma planta nova” (Jó 14.7-9).
____________________
Emilene Oliveira Araujo é assistente social, pós-graduada em gestão de organizações do terceiro setor, mestre em Serviço Social pela PUC-SP. É gestora da COMTER (Comunidades Terapêuticas em Rede) e gerente de Projetos Sociais da Sociedade Bíblica do Brasil (SBB).