quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

COMO REALIZAR UMA CAMPANHA MISSIONÁRIA INFANTIL


1. DESPERTANDO A VISÃO MISSIONÁRIA DO PROFESSOR

Como Discípulos de Jesus o professor de criança também precisa ter a visão missionária e dar às crianças visão da urgência de fazer missões, mostrado-lhes o que podem fazer para serem pequenos missionários.
Por isso o professor deve questionar-se:
• Sou consciente da responsabilidade de fazer missões?
• Estou consciente de que meus alunos podem cumprir o desafio missionário mundial?
• Estou conscientizando e capacitando meus alunos para cumprir a tarefa missionária?
 
O professor envolvido com a obra missionária, facilmente transmitirá às crianças a visão desta obra de amor. Ao terem esta visão elas procuraram cumprir o “Ide” de Jesus o mais cedo possível.
Pesquisas em biografias de missionários revelam que a maioria dos missionários fizeram sua decisão por missões antes dos 16 anos.

2. ENVOLVENDO A CRIANÇA NA OBRA MISSIONÁRIA

As crianças precisam e devem amar missões, para isto é necessário conhecer melhor missões e os missionários a fim de formar sua visão missionária.

a) Orando
Incentive a criança salva a orar:
• Pelas almas perdidas que elas conhecem ou não (I Tm 2: 1-4)
• Pelos missionários nos campos (Rm 15:30)
• Orar pelos planos e realização das atividades missionárias da igreja
(Dê a cada criança um cartão com motivos de oração para que leve para casa a fim de orarem fora da classe.)

b) Testemunhando
Incentive a criança salva a testemunhar:
• Através de suas boas obras (Mt 5:14-16)
• Compartilhar seu testemunho de salvação na classe
• Falar do amor de Deus para as pessoas.
(Ensine a criança salva versículos sobre a salvação e como encontrá-los na Bíblia.)

c) Contribuindo
Incentive as crianças a contribuírem:
• Para o sustento da obra missionária e dos missionários (Fl 4:15-19, I Tm 5:17-18).
• Oriente-os a orarem sobre o valor da oferta (II Co 9:6-15) e darem seu próprio dinheiro (Pv 3:9).
• Faça um projeto específico para a contribuição, prepare um cartaz tipo atinja o alvo, afim, de visualizar o valor arrecadado, providencie também um cofre para a classe.

3. COMO REALIZAR UMA CAMPANHA MISSIONÁRIA?

Uma campanha missionária deve ser planejada com três meses de antecedência. Poderá ser realizada uma vez por ano em qualquer período do ano, no mínimo por 30 dias. É importante que toda igreja participe da campanha. Para organizar uma campanha missionária é necessário desenvolver as seguintes orientações.

PRIMEIROS PASSOS:

Orar - Dependa totalmente do Senhor, Coloque-se diante de Deus e, com sinceridade, peça ao Senhor de Missões que o habilite, anime e fortaleça para o desempenho da tarefa.

Planejar – Faça o projeto da campanha: Tema, base Bíblica, Hino oficial, data, horário, local, objetivos, justificativa, país escolhido, Alvo em ofertas, toda a programação desde a abertura ao encerramento e apresente ao seu pastor.

Envolver – Um líder não trabalha sozinho! Organize equipes de Trabalho: , divulgação, secretaria, recepção, ornamentação, oração, finanças, cânticos e cantina. Envolva toda igreja inclusive os pais das crianças.

Criar – Analise a realidade do Departamento infantil de sua igreja e use a sua criatividade para confeccionar o material da campanha.

Desafiar – Estabeleça metas a serem cumpridas de acordo com a faixa etária.

Avaliar – Avaliar é tão importante quanto planejar. Após a campanha, reúna-se com sua equipe para avaliar tudo que foi realizado durante a campanha.

4. DESENVOLVENDO A CAMPANHA.

1 – Abertura: A abertura da campanha deve ser feita pelo pastor da igreja. Prepare um painel para expor durante toda a campanha, contendo: Tema, base Bíblica, logomarca da campanha, nome do país escolhido e alvo à alcançar. Convide um missionário para participar da abertura, e faça uma programação específica para o momento: entrada de bandeiras, globo e crianças caracterizadas com trajes típicos.

2 – Stand: Expor todo material da campanha. É importante que a própria criança faça a demonstração na exposição.

3 – Display: Com as seguintes informações:

• País: Informe localização geográfica, capital, área, economia, clima, trajes típicos, comidas típicas (receita), religiões, população, idioma, cultura, costumes, e outras peculiaridades como cartão postal, selo, bandeira, hino nacional, mapa, moeda, fotos etc.
• Missionários: Informe relato de sua chamada missionária, nome da esposa filhos, data de aniversário, fotos recentes, motivos de oração e louvor. Entre em contato com o missionário para obter as informações.
• Obra missionária: Informe a necessidade da obra missionária, relatório da obra missionária no campo citado, motivos de oração e louvor.

4 – Ensinamentos: Ensine missões através de histórias missionárias, que inspirem as crianças a testemunhar de Cristo.

5 – Atividades diversas: Desenvolva atividades diversas: Oficinas, evangelismo, entretenimento, intercessão e estratégias de contribuição.

6 – Encerramento: No encerramento, faça a saída das bandeiras, do globo e das crianças a Bíblia permanece no púlpito. A programação pode ser igual a da abertura, com apresentações diferentes.

7 – Relatório: Faça um relatório por escrito: dos trabalhos realizados, resultados obtidos e registro fotográficos da campanha missionária e entregue-o no departamento de missões juntamente com as ofertas afim, de serem entregues ao missionário, do país em foco.

SUGESTÃO DE HISTÓRIAS
• Missionária - Pedrinho, um missionário
• Bíblica - Naamã e a criadinha
• Evangelística - Jaime e o ateu
 

5. ATIVIDADES PARA ESCOLA DOMINICAL

O ensino sobre missões poderá ser transmitido às crianças na Escola Bíblica Dominical, no Círculo de Oração Infantil e no Culto Infantil. Para que as crianças compreendam melhor o ensino prepare VISUAIS para cada atividade proposta.

Separe 10 minutos de cada aula e ensine algumas das seguintes atividades:
• Cante um corinho missionário,
• Conte um testemunho,
• Apresente correspondências dos missionários, incentive as crianças a se corresponder com eles.
• Apresente motivos gerais de oração por missões para que as crianças intercedam na classe e em casa.
• Apresente as necessidades da obra missionária, e incentive seus alunos a contribuírem com suas economias, tenha na classe um cofrinho para ofertas.
• Ensine o plano da salvação e incentive as crianças a evangelizar.

6. ATIVIDADES PARA CIRCULO DE ORAÇÃO

Separe 20 minutos e ensine algumas das seguintes atividades:
• Bases bíblicas relacionadas a missões.
• História missionária em capítulos (um por semana).
• Apresente motivos de oração específicos que tenham sido enviados por um missionário.
• Ore pela salvação das pessoas que estão ao nosso redor, incluindo as autoridades governamentais.
• Incentive as crianças a consagrarem suas vidas ao Senhor (Cl 1:10).

7. ATIVIDADES PARA CULTO MISSIONÁRIO

Separe 30 minutos e ensine algumas das seguintes atividades:
• Faça um pequeno relatório da obra missionária de um determinado país.
• Conte uma história bíblica missionária ou evangelística.
• Convide para participar do culto uma família missionária;
• Separe um momento para Cânticos missionários e Testemunhos;
• Entrega da contribuição e entrega missionária;
• Apresente um jogral ou coreografia.
• Desafie as crianças a trazerem convidados; dê um prêmio para quem trouxer mais convidados.

Programa para o Culto de abertura e encerramento

Recepção
• Receber e acomodar os visitantes.
Abertura
• Oração inicial.
• Entrada das bandeiras (hino)*
• Cerimonial de abertura (pastor)
• Leitura da divisa / tema
• Hino Oficial
• Apresentação dos visitantes
• Cântico de boas vindas
• Cântico de adoração
Recordação da lição
• Apresentação do versículo
• Lição Bíblica
• Apresentação do cântico da lição
Atividade Especial 
• Dramatização, fantoche
• Coreografia, cântico
Momento Missionário
• Interceda por missões
• História missionária
• Oferta missionária
Encerramento 
• Avisos, recitação do tema e divisa.
• Entrega das lembrancinhas
• Oração final

Estas atividades acontecerão apenas no 1° dia da abertura e no último dia no encerramento.
Faça a exposição do material usado na campanha com comidas típicas.

8. ATIVIDADES ESPECIAIS

As atividades especiais devem ser realizadas em horários diferentes dos cultos, para desenvolvê-las é necessário planejar individualmente cada atividade:
• Festa Missionária: O objetivo desta atividade é ensinar as crianças enquanto brincam de alguma coisa sobre missões, pode ser realizada a tarde ou à noite. Trilha missionária; Corrida missionária; Pescaria;
• Acampamento Diurno: O objetivo desta atividade é informar e envolver as crianças da igreja na realização da obra missionária mundial. A programação pode começar as 8:00 hs e terminar 17:00.
• Manhã de oração: o objetivo desta atividade é levar as crianças a intercederem pelos povos e nações do mundo que não conhecem Jesus e levá-las a consagrar suas vidas para Deus. Esta atividade deve ser realizada pela manhã com crianças de 8 a 12 anos e deverá encerrar com um almoço.
• Feira de Missões: O objetivo desta atividade é envolver toda igreja conscientizando da necessidade da necessidade de contribuírem de alguma forma para a realização da obra missionária mundial. Será necessário organizar oficinas para confecção de materiais (promoções), convite, cartão, e atividades diferentes conforme os temas das barracas. Poderá ser realizada das 9:00 as 16:00 hs.
•  Sorvetada Missionária: O objetivo desta atividade é levar as crianças à evangelizar as crianças da redondeza da igreja e trazê-las para participar do devocional na igreja e tomar bastante sorvete. Melhor horário para realizar é de tarde.
•  Evangelismo Infantil: Providencie o mapa do bairro, localize o quarteirão e as ruas próximos da igreja e faça uma evangelização. Organize uma passeata pelo bairro. Forme pelotões com faixas, Bíblias, bandinha, e faça uma concentração em um local apropriado apresentando o plano da salvação e entregue literaturas (providencie um livrinho das cores da salvação para cada criança). Retorne á igreja e sirva um lanche ás crianças. O objetivo e envolver as crianças em Missões Urbanas.
•  Manhã com Deus: É uma manhã de oração, onde as crianças serão incentivadas a interceder em favor dos povos e nações do mundo, que ainda não conhecem Jesus. Prepare um cartãozinho com motivos de oração variados, separe grupos de oração e interceda por missões, providencie bandeiras para identificar os paises apresentados. No final ofereça um lanche internacional.
• Escola Bíblica de Férias: É uma ótima oportunidade para ensinar missões, visto que, um dos objetivos da EBF é evangelizar as crianças não salvas. Ensine corinhos, versículos e histórias missionárias (em capítulos, um para cada dia.). O momento missionário poderá ser antes da divisão das classes.
• Gincana missionária de conhecimentos Bíblicos: Selecione acontecimentos Bíblicos relacionados com os missionários, e informe os textos para estudo. Promova uma gincana com os juniores. A equipe vencedora ganhará um sorvete e uma bandeirinha com o nome vitória, a equipe que perder ganhará apenas o sorvete.

CONCLUSÃO

Professor, em suas mãos está uma geração de missionários que serão um canal de bênçãos para salvação da humanidade. Transmita-lhes a visão desta obra de amor, e certamente responderão como Isaías: “Eis me aqui, envia-me a mim” (Is 6:8b). Portanto, seja firme e constante nesta obra e Deus lhe recompensará. (2 Tm. 4:7 e 8)

BIBLIOGRAFIA:

• Apostila de Seminário. Conferência Missionária para Crianças. São Paulo: APEC, 2006.
• COSTA, Débora Ferreira, Evangelização e Discipulado. Rio de Janeiro: CPAD, 2002.
• CPAD. Lições Bíblicas. Evangelismo e Missões. Rio de Janeiro: CPAD, 2006.
• MURRAY, Andrew, A chave para o problema missionário. Belo Horizonte, 2007.
• PAULA, Oséas Macedo, Manual de Missões. Rio de Janeiro: CPAD, 2000.
• Revista Crianças e Missões. Campanha Missionária. São Paulo: JMM, 2005.

Fonte: http://www.montesiao.pro.br/

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Revista de estudos bíblicos Palavra & Vida para download gratuito


A Convenção Batista Fluminense disponibiliza gratuitamente a ótima revista de estudos bíblicos que ela edita, a Palavra & Vida, para download gratuito. A revista é de valia para EBDs, estudos em grupos e mesmo individuais.

Acesse a página e veja os números disponíveis: http://batistafluminense.org.br/midia/palavraevida/

segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

Somos representantes da firma Deus Pai e Jesus o Filho


Somos representantes da firma Deus Pai e Jesus o Filho

Um rapaz entrou em eu escritório, avançando logo, apresentando-me o seu cartão. Puxei uma cadeira, olhando ao mesmo tempo para o cartão, no qual lia: “Fulano & Cia., São Paulo”. Só conhecia a casa pela sua fama e a considerava como uma das melhores. Por isto, de relance, observei o seu representante. Bastou-me notar o terno amassado, camisa suja, cabelos despenteados e gravata mal posta, para compreender o fracasso. Porém, achei ainda mais estranha a maneira com que começou a apresentar os méritos das mercadorias da casa. Parecia apreensivo de ser surpreendido em flagrante.
Por certo, perdi todo o desejo que tinha de ver as amostras. Podiam ser melhores do que as de qualquer outra casa, mas este representante não me convencia. Por isto, apressadamente lhe expliquei que estava satisfeito com a casa onde comprava, e que não queria trocá-la por outra. Com poucas palavras mais, retirou-se, aparentemente alegre por te findo uma missão desagradável.
Depois que saiu, fiquei meditando: Por que será que uma casa como a de Fulano & Cia. deixa um moço, mal vestido e envergonhado com a mercadoria, ser seu representante?
“Mas, este moço deve orgulhar-se com a felicidade de representar tal casa. Sei que o faria”; disse com ênfase.
“Então porque não o fazes?” disse uma voz. Olhei em redor, admirado, mas não havia ninguém no escritório.
“Porque não o fazes?” repetia a voz, calmamente.
“Mas, o faço, ou faria, se estivesse no lugar dele”, insisti.
“Não, não o farias. Estás representando uma Casa infinitamente melhor do que a de Fulano & Cia., porém envergonhas-te dela”
“Enganas-te mesmo”, persisti.
“Não, sei que não me engano. Pensa um pouco. Estás lembrado de ontem, quando saías de casa como te sentias envergonhado com o livro de amostras, que resolveste não levar?”
De repente, me lembrei: sim, tinha deixado a minha Bíblia, em casa, porque não queria que alguém me visse levá-la à igreja.
A voz continuou: “Também, estás lembrado de que experimentaste interessar um conhecido a comprar da Casa que representas, e como ficastes envergonhado a entrar no assunto? Como falavas em voz baixa para que outros não ouvissem e sentiste grande alivio quando findaste? Podias esperar outra coisa a não ser que ele não comprasse?”

Fiquei humilhado e não pude responder, era verdade. O pastor pedira no domingo anterior que cada crente convidasse um conhecido a alistar-se ao exército do Senhor. Resolvi convidar um vizinho a assistir ao culto. É verdade que me aproximei dele, sem coragem, receando que zombasse de mim; ele se desculpou sorrindo. Vi, então, que eu era o representante da Casa de maior confiança e mais gloriosa do Universo e que me envergonhei dela. Resolvi, desde então, representá-la fiel e dignamente, com o auxílio divino, a Cia. Deus Pai e Jesus o Filho.

Orlando Boyer, no livro Esforça-te para Ganhar Almas (CPAD).

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Retrospectiva editorial 2017



Olá amigo(a)s! Há alguns anos não publico uma retrospectiva, o que costumava fazer, rememorando os livros e materiais escritos/editados/publicados durante o ano.
Este 2017 me pareceu ao princípio um ano de poucas atividades, em virtude de haver um TCC para ser escrito, o que me angustiava, como de resto ocorre a qualquer mortal. Mas tudo saiu ao contrário: de onde não havia tempo e forças, forças e tempo consegui, e foram diversas e significativas as publicações.
Um projeto que muito nos motivou, logo em fins de 2016 e início de 2017, foi a criação da página Citações Missionárias. A ideia era publicar, a cada dia e durante os 365 dias do ano, uma frase de reflexão/incentivo à obra de Missões. Deu trabalho criar as 365 imagens individuais, e ainda programar a publicação, no Facebook, de uma a uma. Mas valeu, o projeto foi concluído pela graça de Deus. Ah, caso você queira baixar todas as 365 imagens com as frases, para usar como quiser, Clique aqui.
Os trabalhos nos blogs seguiram avante. Novamente, num ano em que acreditei que teria dificuldades, pude manter a publicação constante nos principais blogs, Veredas, Poesia e Arsenal.
Agora sim, vamos aos livros editados.
Em poesia, iniciamos o ano com o livro Sou Lázaro e vou recomeçar, do insigne poeta português J. T. Parreira, de quem já temos editado uma série de e-books; em seguida editamos o livro inaugural de um excelente poeta que surgiu "como que de repente" (rs), o Newton Messias, de Pernambuco. Por sinal o livro, Passagem, ganhou edições impressas e ampliadas e tem sido um sucesso. Em meados do ano editamos desta vez um livro de contos, Contos Reunidos, enfeixando a produção do médico, pastor e missionário brasileiro Joed Venturini, atualmente radicado em Lisboa, onde pastoreia a Terceira Igreja Batista daquela cidade.
Editamos também um breve livrete sobre liderança, Liderança 2D: O que o Líder espera dos líderes, de autoria de um promissor autor angolano, Josué I.A.B. Quissindo. Assim, foi com orgulho e senso de dever cumprido que pudemos, na medida de nossas humílimas forças, servir à cristandade lusófona (como fazemos com a Antologia Águas Vivas, abaixo) em nosso serviço de edição e promoção da literatura cristã. É a globalização, amigos.
Este foi o ano também do quinto volume da bianual Antologia Águas Vivas. Mais uma vez, excelentes poetas evangélicos em atividade foram congregados numa única publicação, e uma vez mais a lusofonia foi um dos eixos norteadores: Além da tradição da antologia de congregar jovens talentos em revelação a poetas já experimentados, além de cinco autores brasileiros, contamos com a presença do pastor português Samuel Pinheiro e a jovem poeta moçambicana Ana Júlia.
Em comemoração aos dez anos do blog Veredas Missionárias, conseguimos pôr em prática ou dar realidade a um projeto que já vinha em gestação há uns três anos: um jogo de tabuleiro enfocando a caminhada missionária. Em Trilha Missionária, acompanhamos a saga de um missionário, do chamado, indo ao preparo e até o serviço no campo missionário transcultural, e terminando com sua aposentadoria. Uma forma lúdica de conhecer, pensar e inspirar a Missão que é de todos nós.
Em seguida deslanchamos um projeto de pequenas antologias de frases, a Coleção 200 Frases. Tal iniciativa foi um tipo de balão de ensaios, onde tentei avaliar a possibilidade de ganhar algum dinheiro editando livros de interesse geral, utilizando a plataforma da Amazon. Os temas iniciais Amor, Fé, Esperança (que já estavam em planos de serem enfeixadas num livro único, do qual falarei à frente), Amizade e Saindo da Zona de Conforto foram os filhotes desta experiência. Que não me agradou. O lucro é tão insignificante que achei por bem retomar o foco total nos livros gratuitos. Nesta perspectiva surgiu o livrete Reformadores em 200 Frases, reunindo frases de 13 reformadores e pré-reformadores, em comemoração aos 500 Anos de Reforma Protestante, celebrados neste 2017.
Em seguida foi a vez de priorizar a educação. Como professor, foi um grande prazer elaborar o livro A Educação em 365 Frases. Principalmente pela excelente acolhida que o trabalho encontrou entre estudantes de Pedagogia e licenciaturas, professores e leitores em geral.
A próxima publicação foi uma antologia que me deu bastante trabalho, mas também prazer, e que talvez seja o meu principal trabalho deste ano: Amor, Esperança e Fé - Uma Antologia de Citações. São 250 citações sobre cada uma das ditas virtudes teologais da fé cristã. Um livro idealizado igualmente em comemoração ao aniversário da Reforma.
Por fim, outro projeto que estava em gestação há pelo menos quatro anos (e dando trabalho rs), veio à luz: o terceiro volume da Antologia de Poesia Missionária. Uma singularidade desta coleção é reunir, ao lado de poemas que falem (d)a Missão, frases, citações igualmente sobre missões e evangelização. Buscando fazer um trabalho de honra para o Senhor, além dos poetas nacionais coligidos, traduzimos ou encomendamos a tradução de significativos poemas da lavra de almas tais como os grandes missionários Charles Studd e Sarah Judson, segunda esposa de Adoniran Judson, sobrenomes atrelados para sempre à história das missões protestantes. Traduzimos também frases de interesse, diretamente do inglês e espanhol, além das coligidas em livros, revistas e sites nacionais. Enfim, um trabalho lento e metódico, que encontrou termo e foi o último fruto deste humilde pomar que distribui sua produção gratuitamente, e não cobra ingresso, cadastro ou ficha de filiação para quantos queiram usufruí-lo. Tudo o que eu peço, o que sempre pedi, são as suas orações. Um preço foi pago para chegar até aqui, um preço todos os dias é pago, e dado tudo pelo que passei, estar ainda na fé, caminhando ainda que tropegamente e servindo idem, é com certeza à mercê de orações de conhecidos e desconhecidos, pois sei o quanto tenho sido por elas sustentado além de minhas forças, e sustentado há bastante tempo.
Ore por nós, ore por este ministério sem placa e sem conta bancária. Sim, há diversos livros e publicações já em andamento ou em projeto, em benefício da igreja, de educadores e da sociedade em geral, se o Senhor permitir a execução dos tais. Ore por direção e provisão de Deus para o novo foco profissional que pretendo dar à minha vida, a partir deste ano que se inicia. Ore pelo meu futuro casamento, que espero consumar neste novo ano que fez o Senhor.
Ah, já ia esquecendo: apesar de todas as publicações e atividades, ainda conseguimos, ao descer as cortinas de 2017, produzir os já tradicionais Calendários Missionários. Nesta edição de 2018, o tema são os seis países da Ásia Central.
No mais, obrigado por sua leitura, obrigado pela companhia. Avancemos até que Ele venha. Maranata!

Sammis Reachers

domingo, 31 de dezembro de 2017

Sugestão de receita para um ano inteiro de paz e felicidade


Familienkalender 2014, página 97 (via Portal Luteranos)
Tomem-se 12 meses. Limpem-se os mesmos completamente de amargura, avareza, pedantismo e medo. Então se divida cada um dos meses em 30 ou 31 porções, de modo que o estoque dure exatamente para um ano.
Prepare-se a receita com:
• Uma parte de trabalho e duas partes de alegria e humor.
• Acrescentem-se 3 colheres de sopa bem cheias de otimismo,
• 1 colher de chá de tolerância,
• 1 grãozinho de ironia e 1 pitada de delicadeza.
Por fim deite-se sobre a massa 1 generosa calda de amor. Enfeite-se o prato com ramalhetes de pequenas gentilezas.
Sirva-se com uma deliciosa xícara de chá (ou outra bebida à escolha, conforme o gosto).
Deus, que tem sido tão gracioso comigo desde a minha infância, por certo escolherá um lugarzinho para mim, onde posso concluir os meus dias em
paz e satisfeita.
– Eu me alegro com a vida,
– Não procuro espinhos,
– Lambisco as pequenas alegrias.
– Se as portas por que tenho de passar são baixas, eu me curvo.
– Se for possível tirar a pedra do caminho, eu o faço;
– Se a pedra for pesada demais, eu a circundo.
– E assim a cada dia encontro algo com que me alegrar.
E a pedra angular, a fé em Deus, esta traz alegria ao meu coração e faz o meu semblante feliz.
Texto atribuído a Catharina Elisabeth Goethe (1731-1808),
mãe do poeta Johann Wolfgang von Goethe,
tradução P. Dr. Osmar Zizemer

domingo, 24 de dezembro de 2017

Calendário Evangélico 2018: Ásia Central. Baixe e imprima o seu!


Este foi um ano de muitos trabalhos e publicações, pela misericórdia de Deus. Em virtude disto, achamos que não nos seria possível elaborar o já tradicional Calendário Missionário em tempo hábil (ou seja, antes de Jan 2018). Mas Deus é bom em todo o tempo, e conseguimos sim produzir mais este recurso para a promoção e o engajamento missionários.

O tema deste ano é a Ásia Central. Subdivisão do continente asiático que engloba cinco países que foram membros (Repúblicas) da extinta União Soviética, conhecidos por alguns como os "stãos": Tajiquistão, Turcomenistão, Quirguistão, Cazaquistão e Uzbequistão. Embora, em algumas formas de regionalização (pois existe mais de uma) o Afeganistão nem sempre seja incluído entre os países da Ásia Central, achamos por bem listá-lo aqui entre tais países. Embora apresentem variações, o constante nesta região é a presença do Islã, que responde pela esmagadora maioria quando o assunto é religião. É significativo também, em alguns dos países, o número de indivíduos "sem religião", fruto provavelmente da velha política de combate às religiões do regime soviético.
A presença cristã é exígua ou praticamente nula, como no caso do Afeganistão. E tal presença é representada principalmente pela Igreja Ortodoxa Russa. É grande a perseguição aos cristãos: Dos seis países abarcados, cinco estão na lista da Missão Portas Abertas que anualmente elenca os 50 países onde é maior a perseguição à igreja.


São muitas as necessidades missionárias em tais países. Convidamos você a orar especificamente por cada uma dessas nações, durante todo o ano e não apenas nos meses que lhe cabem no calendário. Ore por abertura política e tolerância religiosa; pelo fortalecimento e crescimento da pequena igreja presente em tais países; pela capacitação, envio e sustento de missionários para toda a região; pela tradução da Bíblia para as línguas que pouco ou nada possuem do Evangelho. E por todo outro motivo que o Senhor depositar em seu coração.
Além de uma paisagem do país que ilustra o calendário, cada folha traz ainda algumas informações sobre o mesmo, tais como população, povos não-alcançados (segundo os dados do Joshua Project*), divisão religiosa, principais cidades, bandeira etc.

O Calendário possui seis páginas, formato A4. Você pode baixar o seu exemplar  (em pdf) CLICANDO AQUI.

Baixe, imprima, compartilhe. Mobilize sua igreja, grupo de estudo e família para intercederem. Informe-se e busque apoiar em amizade, orações e recursos a missionários que atuam na região. E mais: A ordem já nos foi dada; VÁ! 

Se você gostaria de obter um outro recurso que pode lhe ajudar no aprendizado e na mobilização missionária em relação a esta região, publicamos há algum tempo uma edição da revista Passatempos Missionários (número 5) dedicada à Asia Central. Para baixar a revista, CLIQUE QUI.

Você pode ainda salvar as imagens individuais do Calendário. Pode compartilhá-las onde desejar, e ainda utilizar como fundo de tela de seu computador ou notebook. Abaixo estão as imagens. Clique com o botão direito de seu mouse, e salve a imagem em seu dispositivo.








* Existem diversos parâmetros para contabilizar-se os povos não-alcançados, e até mesmo para conceituar este termo. Aqui, como mencionado, utilizamos os parâmetros do Joshua Project (Projeto Josué).