sábado, 27 de dezembro de 2008

ENTREVISTA: REGIS DANESE


"Como Zaqueu, eu quero subir... Entra na minha casa, entra na minha vida...", o louvor "Faz um milagre em mim", de Régis Danese, tem sido cantado em muitas igrejas pelo País. O seu novo álbum, "Compromisso", que contém a canção, vendeu 50 mil cópias em menos de um mês.

Quando assediado pela imprensa, o cantor transparece a simplicidade e a simpatia, além do sotaque, típicos do jeito mineiro. Em entrevista ao Portal Guia-me, o cantor conta um pouco sobre seu testemunho e o propósito de seu ministério.

Portal Guia-me: Teu interesse pelo Evangelho foi impulsionado quando seu casamento passou por uma crise e um amigo lhe falou de Jesus. Como é viver hoje um casamento para a glória de Deus?

Régis Danese: Olha, é uma bênção, porque nós ficamos casados dois anos e na época eu falava de amor, fazia música de amor, várias composições minhas foram gravadas por "Daniel", "Só para Contrariar", "Leandro e Leonardo", "Gian e Giovani", mas eu vivia o oposto de tudo que eu cantava e falava. A partir do momento em que eu entreguei a minha vida para Jesus, eu e minha esposa, a gente estava se separando, mas naquele momento, o nosso casamento foi restaurado, naquela hora. E depois de quatro meses, nós nos batizamos nas águas. Isso aconteceu para a glória de Deus. Onde eu passo, testemunho. É uma bênção.
Olha, se a sua família não está legal, nada vai bem na sua vida, isso também acontece para quem não é convertido. Então, a família estruturada, um casamento abençoado faz a diferença para um homem, um trabalhador... na vida de uma mulher. Porque um homem se o casamento dele não está legal ou a família não está legal, ele não consegue trabalhar bem. Agora, de repente, eu paro, Deus restaura meu casamento. E hoje na presença de Deus com a minha família é maravilhoso.

PG: O fato de você ter composto músicas para artistas conhecidos no meio secular o aproxima hoje deles para que possa falar do Evangelho?

Régis Danese: Sim. Eu já fiquei alguns anos sem vê-los, mas nesses últimos tempos, a cada dia, Deus está me aproximando de um deles. E eu já tive oportunidade de falar de Jesus.

PG: Eles o receberam bem porque já conheciam o seu trabalho?

Régis Danese: Sim, mais por ver o que Deus fez em minha vida, a transformação.

PG: Hoje você canta somente música cristã?

Régis Danese: Somente. Eu estou no terceiro CD na Line Records, não gravo música romântica, música para novela, só para adorar a Deus.

PG: Isso simboliza "Compromisso", que é também o nome do teu CD?

Régis Danese: Sim, compromisso. Esse é o meu "compromisso". Não só esse, o meu compromisso é a cada dia buscar santidade. A gente é cheio de defeitos, de falhas, então, é não procurar cair no mesmo erro. Sempre buscando a Deus e consagrando mais. Cantar músicas para que haja cura, restauração. Não simplesmente: "Que música linda!" E não acontecer nada. A música tem que ser usada, a gente tem que ser usado.

FONTE: http://www.guiame.com.br/

3 comentários:

Claudio Silva disse...

Enviei um comentário a alguns dias, e que não foi publicado, sobre o cantor em questão ter faltado em um compromisso assumido o qual ele não compareceu e não deu satisfação as pessoas que o contrataram ou que compraram o cd dele para assistir sua apresentação.
Minha intenção era no intento de que outras pessoas não fossem enganadas (não se danesem mal), mesmo porque o cantor afirma na entrevista "o meu compromisso é a cada dia buscar santidade. A gente é cheio de defeitos, de falhas, então, é não procurar cair no mesmo erro'
Sei que não é obrigado a postar comentários, mas temos que ter responsabilidade com o que e quem divulgamos e abertos a críticas que tenham procedencia.
Porém se o Arsenal do Crente só publica um lado da versão estarei riscando ele da minha lista de blogs que leio e indico.

Um abraço

Fique na Paz!

Sammis Reachers disse...

Envie-me o link do seu blog, onde você postou a informação, e eu divulgarei o link aqui. Assim informamos aos leitores, para que julguem em seus corações, e o ônus legal da informação passa para você, que é o que a publica.

Deus lhe abençoe!

Helder disse...

O Regis não compareceu a um evento em Porto Alegre em meados de dezembro. O fato foi amplamente divulgado na internet, em listas, fóruns, etc. A igreja havia pago o hotel, transporte aéreo, e o valor equivalente à vendagem de 200 cds. Ele não compareceu sob alegação de que "estava estressado", o que pode até ser verdade, mas se foi o caso, ele deveria ter devolvido para a igreja em questão o valor adiantado. Culpa do Regis, e culpa também da igreja que não o fez assinar um contrato previamente. Se tivesse um contrato assinado, podiam acioná-lo judicialmente, mas como não tem, "maldito o homem que confia no homem"...